Literatura-Mundo Comparada: Perspectivas em Português I

wook 40 € Comprar

A mais ambiciosa das antologias em português quer reunir toda a literatura do mundo Literatura-Mundo: três partes, sete volumes, a começar pelos Mundos em Português Luís de Camões, Fernando Pessoa, Mia Couto, Maria Teresa Horta, José Eduardo Agualusa, Herberto Helder, Paulina Chiziane, Nelson Rodrigues, Eça de Queirós, Clarice Lispector, José Luandino Vieira, Germano de Almeida e Sophia de Mello Breyner Andresen são apenas alguns dos mais de cem escritores representados na primeira parte da antologia...

Saiba mais

Descrição

A mais ambiciosa das antologias em português quer reunir toda a literatura do mundo Literatura-Mundo: três partes, sete volumes, a começar pelos Mundos em Português Luís de Camões, Fernando Pessoa, Mia Couto, Maria Teresa Horta, José Eduardo Agualusa, Herberto Helder, Paulina Chiziane, Nelson Rodrigues, Eça de Queirós, Clarice Lispector, José Luandino Vieira, Germano de Almeida e Sophia de Mello Breyner Andresen são apenas alguns dos mais de cem escritores representados na primeira parte da antologia Literatura-Mundo Comparada: Perspectivas em Português. Nos dois primeiros volumes, intitulados Mundos em Português, este ambicioso projecto faz uma leitura ampla de toda a literatura escrita originalmente em português, desde a Idade Média até ao presente, incluindo notas críticas sobre cada autor. Nos volumes seguintes, a Literatura-Mundo vai ter uma parte dedicada à Europa e outra às restantes tradições literárias mundiais, sempre a partir da perspectiva daquilo a que se pode aceder em língua portuguesa, incluindo traduções inéditas. «Esta antologia tem como objectivo oferecer ao leitor um conjunto significativo de textos escritos nas várias literaturas de língua portuguesa, em Angola, no Brasil, em Cabo Verde, na Guiné-Bissau, em Goa, em Macau, em Moçambique, em Portugal, em São Tomé e Príncipe e em Timor-Leste. Conjugando a interrogação activa do conceito de ‘Literatura-Mundo Comparada’ com a reunião de literaturas dos países representados, a antologia explora, tanto na identificação do corpus como na sua organização, a articulação entre a perspectiva comparatista que informa o projecto de que nasce e a dimensão produtiva e concreta do gesto antológico. O objectivo primeiro deste duplo esforço é oferecer ao leitor uma publicação que possa ser entendida como um lugar de encontro.» —Da Introdução.

Detalhes

Do mesmo autor

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar no site consente a utilização dos cookies. Saber mais